Rio




terça-feira, 23 de setembro de 2008


Rio do rio que ri para mim.
Seu riso é rio que ri.
E o meu?
Reflexo de rio que ri em mim.

Ele vai rindo
Indo
Indo
Fazendo da terra beira.

E sozinho me deixa?

Não!

E continuo a ri,
Com o rio que ri.
Que passa e fica
E como fica
Bem aqui!

1 comentários:

Arthemis on: 18 de agosto de 2009 21:51 disse...

O poema me deu uma sensação de leveza quando o reli agora há pouco...

Sem querer ele tirou minha chateação. ^^

 

Pesquisar este blog

Barra de vídeo

Loading...

Copyright © 2015 • Poemas ao vento
Blogger Templates