Súplica




domingo, 30 de setembro de 2007


Grite desesperadamente na sala vazia e sem janelas,
unja meu crânio com o sal de seus olhos e me faça
servo dos servos de seu singelo coração que
tine abafado na casa de espelhos sem luz,
aurorescendo, porém, o que antes era noite em mim e me trazendo
vida ou algo semelhante, revelado pelo
ornitomântico amor que me incita a contemplar o seu rosto em nuvens!

10 comentários:

Solitário on: 30 de setembro de 2007 05:53 disse...

Lindo poema, apesar de ser um poema curto, é bastante intenso.

... Raphael on: 30 de setembro de 2007 06:01 disse...

Muito bom o poema ... a imagem estava como sempre em grande sintonia com o poema !
P.S.: " ornitomântico" essa eu não conhecia !! hehhe :D
Abraço

Cavaleiro da esperança on: 30 de setembro de 2007 06:20 disse...

Legal o poema, de uma intensidade difícil de ser ver por ai!!!

Até.

Tati on: 30 de setembro de 2007 11:08 disse...

Vim retribuir sua visita e quando percebi estava diante um acervo poético... vou vasculhar cada verso, pode ter certeza!
Lindo seu blog!

Polly on: 30 de setembro de 2007 11:35 disse...

muito lindo o poema mesmo...irei ate ler mais coisas aqui no seu blog..parabens!

Ana paula on: 1 de outubro de 2007 18:53 disse...

Achei seu blog maravilhoso e vou colocar um link dele no meu, se puder fazer o mesmo...
Meu blog é: http://culturaempauta.blog.terra.com.br/

Rede de mulheres do Interior de PE on: 2 de outubro de 2007 18:15 disse...

Muito bonito seu poema, de verdade...
Olha, atualmente o movimento feminista está se renovando tb. Não queremos um mundo onde homens e mulheres vivam competindo e se machucando. Queremos direitos iguais, mas valorizamos as diferenças sim. Pq os homens não podem ser mais sensíveis, e as mulehres não podem ser mais arrojadas??????
Parabéns pelo seu pensamento.

slim shady on: 19 de outubro de 2007 08:40 disse...

Já comentei o post acima,então resolvi ler os anteriores,e gostei muito cara,além de ser poemas muito bonitos,você tem ótmio gosto para escolher as imagens.Parabéns novamente.

abraço !

Camila Passatutto... on: 19 de outubro de 2007 16:04 disse...

nossa...mto bom cara, mestre heim rsrsrs...
bom vc comentou no meu blog e me fez uma pergunta ai passei aki pra responder e me surpreendi com o q encontrei...parabens
bom respondendo a sua pergunta: pq 1945?
ah pq ano de guerra e provavelmente garoava mais naquela época...hj eu fui pra facu e foi uma das raras vezes q tomei uma garoa daquelas...bom faz sentido ser 1945 já q tb cito a raça ariana e com a infantaria algo meio militar....ah parei rsrsrsrs me empolguei...
visitarei aki mais vezes
bjos

Net Esportes on: 20 de outubro de 2007 14:33 disse...

todos os poemas estão legais, esse foi o que gostei mais.... gostei tb das imagens que vc coloca !!!!! parabéns pelo blog... continue assim.................

 

Pesquisar este blog

Barra de vídeo

Loading...

Copyright © 2015 • Poemas ao vento
Blogger Templates