Poema paródia -PARTE II




quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Depois de te amar
pra quê querer pensar no que é fugaz,
nas noites sem estrelas,
no dia acinzentado,
nas teorias de conspiração
ou na idéia de que tudo isso
um dia passará?

Depois de te amar
não quero nem pensar
em poesia bem feitinha
nem nas sombras de arvoredos
nem nos rios caudalosos,
pois contigo a meu lado
tudo fica ensolarado
e as trevas do meu ser se dissipam
quando miro fascinado
o esplendor de seus olhos pretos.

2 comentários:

R Lima on: 27 de dezembro de 2007 15:19 disse...

Toda ode ao Amor deve ser cantada em prosa e verso...

E glorificada.

Parabéns..




Venha Comemorar o Aniversário do AveSSo em 04 textos até o dia 28/12/2007.


Texto de hoje: AbRaçO...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Cicero on: 16 de fevereiro de 2008 07:46 disse...

legal......

 

Pesquisar este blog

Barra de vídeo

Loading...

Copyright © 2015 • Poemas ao vento
Blogger Templates